Primeiro ano de “Gestão Compartilhada”, uma Autocrítica

No dia 2/5 completamos um ano da Gestão Compartilhada 2018/2021 – Transparência, Participação e Mobilização. Como uma de nossas bandeiras é a Transparência, resolvemos compartilhar uma breve avaliação sobre este 1º ano. Lamentamos informar que nossas expectativas de termos uma Associação forte, unida, mobilizada foram em grande parte frustradas.

Sabendo que uma associação se faz pelo conjunto de servidores e não apenas pelos membros da diretoria, buscamos nesses 12 meses mobilizar as pessoas com atividades das mais variadas, tais como:  roda de conversa, clube de férias para crianças, futebol, festa, corridas, happy hour, produção de documentos propositivos, criação de grupos de trabalho, tentamos ao máximo criar uma cultura do encontro pessoal, da discussão presencial, mas acatamos também as sugestões de realizar enquetes online e etc., sempre na tentativa constante de obter a participação da maioria em todas as ações.

Nos choca saber, sem desmerecer o grupo de servidores que abraçaram várias atividades que propomos, que a única ação desta associação que Mobiliza paixões, expectativas e faz com que cerca de 200 pessoas visitem a ASCAPES em um único dia são os brindes. Triste, mas real, ver que as pessoas nesta instituição possuem uma visão restrita sobre o papel de uma associação de trabalhadores e isso nos desanima nessa jornada.

Nesse ponto, é importante reforçar, tanto quanto avaliamos duramente a baixa participação e interesse dos associados, as experiências coletivas positivas que conseguimos gestar nesse 1º ano. Aquelas mais bem sucedidas foram, justamente, as que um conjunto de servidores que não compõem a Diretoria da ASCAPES resolveu atuar de maneira voluntária para juntos produzirmos efeitos que podem ser positivos para todos os servidores. Como vimos em alguns Grupos de Trabalho que atuaram nesse ano, especialmente o GT responsável pelo documento “A CAPES que o Brasil Precisa”, o GT das Festas ou mesmo o grupo responsável pelo campeonato de Futebol ou pelo Clube de Corridas. Foram momentos de produção coletiva em que o interesse individual ficou subordinado ao coletivo e por isso mesmo conseguimos avançar. O que não podemos passar desapercebido é que os participantes dessas instâncias coletivas costumam ser poucos e sempre os mesmos de todos os eventos e iniciativas da ASCAPES.

Dois anos ainda estão por vir e a certeza que temos é que continuaremos na busca do reconhecimento da Associação como um corpo coletivo de trabalhadores e não apenas uma instância que as pessoas procuram somente quando precisam de um “socorro”, quando precisam resolver um problema isolado. Não que os problemas individuais não sejam importantes. São sim. E temos buscado ajudar, mediar e encontrar soluções para todas essas questões, mas o que deveria estar na consciência de todos deveria ser o engajamento e a participação nas instâncias da Associação justamente quando não se possui um problema individual a ser resolvido. Nos falta muito uma compreensão de Coletivo, de compreender como a CAPES nos une como trabalhadores, e de como ASCAPES deveria nos unir como colegas em busca de condições melhores de trabalho, de vida no trabalho e de defesa dos nossos direitos como servidores. Nesse ponto, é preciso reconhecer que falhamos duramente nessa construção ao longo desse primeiro ano, mas vamos continuar nessa defesa, pois acreditamos que somente pela Mobilização e Participação chegaremos a um patamar ideal do trabalho e manutenção do nosso futuro como servidores.

No dia 2/5, coincidentemente, a ASCAPES apoiou um importante evento para a nossa carreira, a palestra sobre a Reforma da Previdência promovida pelo SindGCT (Sindicato Nacional dos Servidores Públicos Federais da Carreira de Gestão, Planejamento e Infraestrutura em Ciência e Tecnologia). O evento seria realizado na CAPES, mas foi impedido pela Presidência do órgão. Nos mobilizamos enquanto servidores da carreira vinculados aos órgãos CAPES, CNPq, MCTIC e o evento foi realizado na rua, em frente ao prédio, como é da ciência de todos, além dos que participaram. Este acontecimento serviu como comemoração do nosso 1º ano à frente da ASCAPES e também marcou as comemorações do Dia do Trabalhador e o significado histórico dessa data. Foi, portanto, um evento promovido por meio da Mobilização em prol dos servidores (esclarecimento sobre um tema tão relevante para todos) e em que esperávamos um gesto de solidariedade do conjunto de servidores, independente da opinião de cada um sobre a Reforma. A solidariedade se restringiu, mais uma vez, a poucos. Entendemos que não caberia nesta data uma comemoração em tom de festa (apesar de adorarmos festas) porque sentimos frustação, como dito anteriormente, com a desmobilização de grande parte dos associados.

Por fim, reafirmarmos que a avaliação negativa que fazemos até aqui não será suficiente para desfazermos nossos compromissos até o fim da gestão para qual fomos eleitos. Seguiremos com nossos objetivos de contribuir para o fortalecimento da Associação, defesa da carreira de gestão em C&T e na luta por educação, ciência e tecnologia fortes, principalmente neste momento de desmonte orçamentário e de ações essenciais para a sociedade. Aproveitamos para elencar no anexo deste texto uma Retrospectiva das ações realizadas neste 1º ano.

Da mesma forma, aproveitamos para convocar todos os associados a participarem da ação organizada pela SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) por meio de articulação com outras entidades científicas e acadêmicas nacionais, que realizarão nos dias 8 e 9 de maio o movimento #cienciaocupabrasilia. O desmonte da CT&I, com os cortes de 42% no orçamento do setor, anunciados no final de março, chegou a um ponto quase irreversível, e é urgente que toda a sociedade apoie e participe como puder essa grande mobilização. O contingenciamento de R$ 7,3 bilhões no Ministério da Educação por decreto do governo, o bloqueio de 30% na verba das universidades e institutos federais não podem passar pela ASCAPES sem nenhuma ação e reflexão dos servidores que estão aqui, precisamente, a serviço da educação, da ciência e tecnologia. 

Segue no link http://www.jornaldaciencia.org.br/confira-a-programacao-das-atividades-cienciaocupabrasilia/ a programação do #cienciaocupabrasilia.  Vamos nos organizar e participar!

Diretoria Executiva da ASCAPES, maio/2019

ANEXO – Retrospectiva Gestão Compartilhada

período (2/5/2018 a 2/5/2019)

2018

Maio

  • Posse da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo
  • Primeiro happy hour da posse com a participação de servidores da CAPES, terceirizados, Diretores, servidores do CNPq. (Cada um pagou seu consumo).
  • Primeira assembleia da atual gestão – dia 10/5 – pautas: criação de GTs (CAPES que o Brasil precisa, Festa Julina, Estatuto); Indicação Comitê de Ética; Brinde Dia das Mães; Corridas.
  • Mutirão de Decoração – salas ASCAPES
  • 16/5 – Reunião com a DGES – Pauta: mobilidade dos servidores (internamente); nova estrutura da CAPES; Teletrabalho;
  • Início dos Encontros Abertos todas as quintas-feiras, na hora do almoço, no jardim do Térreo;
  • Evento ASCAPES/MATERNIDADE – “Maternidade e o trabalho no século 21” – roda de conversa com a professora Rosamaria Giatti Carneiro.
  • Entendimentos com a DGES e DRI sobre a seleção interna para curso de inglês nos EUA – (demanda de servidores que contestaram o processo seletivo);
  • Participação de evento da Articulação Nacional das Carreiras Públicas para o Desenvolvimento Sustentável (ARCA) na Câmara dos Deputados.
  • Início da negociação com a DGES para um Espaço Multiuso.
  • Acordo com a DGES para transferir o Espaço de Leitura do Térreo para o -2 para que o SIC (Serviço de Informação ao Cidadão) retornasse ao Térreo, local recomendado pela CGU.
  • Reunião com o presidente da CAPES, prof. Abilio Baeta Neves. A pauta foi a mesma tratada com a DGES, listamos aqui temas importantes que tiveram encaminhamento: Teletrabalho (como resultado o GT foi criado, a ASCAPES participou do GT. Os trabalhos foram concluídos em dezembro/2018, mas conforme acordo com a equipe de transição de governo, o tema seria retomado em 2019; Mobilidade funcional dos servidores – criação pela CGGP de formulário para os servidores com interesse em mudar de setor. O formulário foi implementado em outubro/2012; Ouvidoria – criada em julho/2018 em caráter experimental;
  • Corrida Night Run.

Junho

  • Aula pública – Contas ASCAPES;
  • VQQ – Vai quem quer – happy hour no SBN – restaurante Sinatra – (cada um pagou seu consumo)
  • Atividades da Semana do Meio Ambiente;
  • Reunião com ASCON-CNPq;
  • Encontros abertos  – temas tratados: alterações no PIDP (Art. 96, Art. 97 e Art. 100) , necessidade de palestra sobre a migração de regime previdenciário, nova portaria de vagas na garagem.
  • Chamada para designer criar o novo site da ASCAPES.
  • Chamada para barraquinhas da Festa Julina.
  • Criado o Clube do Livro – realizado o primeiro encontro.
  • Demonstrativo do Clube de Ideias – colônia de férias.
  • Recolhidos agasalhos da campanha promovida pela Comissão CAPES Sustentável. A doação foi para a equipe de limpeza.
  • No dia 28/7 foi realizada palestra paga pela ASCAPES por solicitação dos associados.  O palestrante Fernando Mendonça Maranho falou detalhadamente sobre os pontos da Reforma da Previdência (PEC 287/2016) e sobre como funciona a migração para o Regime de Previdência Complementar (RPC).
  • Resultado da seleção das barracas da Festa Julina.
  • Encaminhamento de ofício à PR solicitando providências quanto à Ouvidoria
  • Preparativos da Festa Julina.
  • Corrida – Etapa Verão Circuito das Estações.

Julho/Agosto

  • Festa Julina – 13 de julho
  • Entrega do brinde Dia das mães – atrasado por conta da transição entre gestões no mês de maio/2018.
  • Em 3.8 – enviada e publicada Nota de Repúdio aos Cortes no Orçamento da CAPES.
  • Enviados ofícios com as alterações no PIDP – Art. 96 e Art. 100
  • Continuidade da participação no GT do Teletrabalho.
  • Primeiro encontro da atual gestão com os Aposentados – café da manhã.
  • Em 9/8 a ASCAPES e a Ascon-CNPq realizaram o debate Carreira de Ciência e Tecnologia: situação e perspectivas. O objetivo foi tratar da Carreira de C&T e da proposta de criação de um sindicato para a Carreira de Gestão, Planejamento e Infra-Estrutura em C&T, que compreende os cargos de analistas e assistentes em C&T da CAPES, CNPq e MCTI.
  • Lançada a chamada para a Feirinha Mix.
  • Em 23/8 – 2º debate Carreira de Ciência e Tecnologia: situação e perspectivas – ASCAPES e Fórum C&T.

Setembro/Novembro

  • Início da Copa ASCAPES de Futebol – parceria com a ASCON-CNPq
  • Entrega dos cartões Marterclin – convênios / café da manhã com os associados.
  • Realização de duas assembleias – assuntos: kits natalinos; orçamento e destinação; contrato das advogadas.
  • Realização da Feirinha Mix
  • VQQ no Restaurante Barão Parrilha Bar – 201 Norte. (cada um pagou o seu consumo)
  • Final da a Copa ASCAPES de Futebol 2018  e 1º Churrascapes

Dezembro

  • Última Corrida – Etapa Verão da Corrida Circuito das Estações.
  • Exposição de fotos – “Ensaio sobre nós” – funcionária Nelma Ribeiro
  • Entrega dos Kits de Natal a todos os funcionários da equipe de limpeza e lanche da tarde para a equipe.
  • Confraternização de final de ano – Confra com Choop – parceria ASCAPES, ASCON-CNPq e ASCT-MCTIC.
  • Inauguração da Sala Multiuso.
  •  

Janeiro/março/abril – 2019

  • Assembleia Extraordinária de 27/2, sobre o documento A CAPES que o Brasil precisa.
  • Festival de chocolates.
  • Despedida da secretária Raiane e contratação da Ila.
  • Feirinha Mix março.
  • Texto – ASCAPES – REFLEXÕES SOBRE O 8 DE MARÇO.
  • Enquete: Mulheres, carreira e cotidiano – Vamos dialogar?
  • Mostra fotográfica “Presentes da Patagônia”, com registros da servidora Rose Cleide Monteiro.
  • Disponibilização do documento A CAPES que o Brasil precisa para coleta de sugestões.
  • Reunião da ASCAPES, ASCON, ASCT e SindGCT com o Secretário Executivo do MCTIC.
  • Roda de conversa e 1º VQQ 2019.
  • Feirinha Mix abril.
  • Reunião sobre a reestruturação da CAPES com a DGES.
  • Reforço na solicitação de uma Ouvidoria nos moldes do proposto pelo GT (Memorando 80 SEI nº 0236945)
  • Criação do Clube de Corridas.
  • Chamada Clube do Livro 2019.
  • Criação do GT ASCAPES MULHERES.
  • Trabalho da versão final do documento A CAPES que o Brasil precisa.
  • Consultoria Masterclin por três quartas-feiras para auxílio no uso do cartão.
  • Assembleia Extraordinária de 03/4 sobre a Medida Provisória 873/2019.
  • Corrida de Páscoa Night Run que acontecerá no dia 13 de Abril de 2019.
  • Entrega dos ovos de páscoa.
  • Realização do Dia Sam’s na ASCAPES.
  • Publicação do novo site www.ascapes.org.br, mais ágil, mais clean.
  • Disponibilização de convites cortesia para o evento: Noite Latina – Dia 30/04/2019, parceria ASMINC, ASCON, ASMFP
  • Apoio ao evento do SindGCT sobre a Reforma da Previdência, dia 2/5, em frente ao prédio da CAPES.